Níveis de vitamina D maternos relacionados ao peso de nascimento de bebês

Os níveis de vitamina D de mães em uma gestação de 26 semanas ou menos foram Foto: Níveis de vitamina D maternos relacionados ao peso de nascimento de bebêsOs níveis de vitamina D de mães em uma gestação de 26 semanas ou menos foram positivamente relacionados com o peso da criança ao nascer bem como a circunferência da cabeça, também no primeiro trimestre foram negativamente associados com o risco do bebê nascer menor para a idade gestacional, de acordo com um recente estudo aceito para publicação na Sociedade de Endocrinologia, Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism ( JCEM ).A principal fonte de vitamina D para crianças e adultos é a exposição à luz solar natural. Muito poucos alimentos contém naturalmente ou são enriquecidos com vitamina D. Assim, a principal causa da deficiência de vitamina D é a exposição inadequada à luz solar. A deficiência de vitamina D pode resultar em anormalidades no cálcio, fósforo e no metabolismo ósseo e tem havido um interesse recente na compreensão do papel da vitamina D em outras condições de saúde. Estudos anteriores demonstraram associações inconsistentes entre vitamina D da mãe e o tamanho fetal."Descobrimos que os níveis de vitamina D materno, no primeiro ou segundo trimestre de gravidez, estão relacionados ao crescimento normal dos bebês dentro do prazo", disse Alison Gernand, PhD, RD MPH, da Universidade de Pittsburgh e principal autor do estudo. "Se a mãe estiver deficiente de vitamina D o peso de seu bebê ao nascimento pode ser 46 g menor após contabilização de outras características da mãe. Além disso, mães que eram deficientes em vitamina D no primeiro trimestre, tiveram o dobro do risco de terbebê que sofria de restrição de crescimento durante a gravidez. "Neste estudo, os pesquisadores examinaram 2.146 mulheres com níveis de vitamina D medidos em uma gestação de 26 semanas ou menos. O peso ao nascer foi medido logo após o nascimento e a circunferência da cabeça e peso da placenta foram medidos dentro de 24 horas após o nascimento."Nosso estudo é uma contribuição importante para a evidência epidemiológica que níveis de vitamina D maternos, especialmente no início da gravidez, podem contribuir tanto na patológia quanto na fisiológia do crescimento fetal", observou Lisa Bodnar, PhD da Universidade de Pittsburgh e autor principal do estudo. "Ensaios clínicos randomizados são necessários para complementar estas descobertas."Outros pesquisadores que trabalham no estudo incluem: Hyagriv Simhan da Universidade de Pittsburgh e Mark Klebanoff da Ohio State University.Fonte: SCIENCE DAILYpositivamente relacionados com o peso da criança ao nascer bem como a circunferência da cabeça, também no primeiro trimestre foram negativamente associados com o risco do bebê nascer menor para a idade gestacional, de acordo com um recente estudo aceito para publicação na Sociedade de Endocrinologia, Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism ( JCEM ).

A principal fonte de vitamina D para crianças e adultos é a exposição à luz solar natural. Muito poucos alimentos contém naturalmente ou são enriquecidos com vitamina D. Assim, a principal causa da deficiência de vitamina D é a exposição inadequada à luz solar. A deficiência de vitamina D pode resultar em anormalidades no cálcio, fósforo e no metabolismo ósseo e tem havido um interesse recente na compreensão do papel da vitamina D em outras condições de saúde. Estudos anteriores demonstraram associações inconsistentes entre vitamina D da mãe e o tamanho fetal.

“Descobrimos que os níveis de vitamina D materno, no primeiro ou segundo trimestre de gravidez, estão relacionados ao crescimento normal dos bebês dentro do prazo”, disse Alison Gernand, PhD, RD MPH, da Universidade de Pittsburgh e principal autor do estudo. “Se a mãe estiver deficiente de vitamina D o peso de seu bebê ao nascimento pode ser 46 g menor após contabilização de outras características da mãe. Além disso, mães que eram deficientes em vitamina D no primeiro trimestre, tiveram o dobro do risco de terbebê que sofria de restrição de crescimento durante a gravidez. “

Neste estudo, os pesquisadores examinaram 2.146 mulheres com níveis de vitamina D medidos em uma gestação de 26 semanas ou menos. O peso ao nascer foi medido logo após o nascimento e a circunferência da cabeça e peso da placenta foram medidos dentro de 24 horas após o nascimento.

“Nosso estudo é uma contribuição importante para a evidência epidemiológica que níveis de vitamina D maternos, especialmente no início da gravidez, podem contribuir tanto na patológia quanto na fisiológia do crescimento fetal”, observou Lisa Bodnar, PhD da Universidade de Pittsburgh e autor principal do estudo. “Ensaios clínicos randomizados são necessários para complementar estas descobertas.”

Outros pesquisadores que trabalham no estudo incluem: Hyagriv Simhan da Universidade de Pittsburgh e Mark Klebanoff da Ohio State University.

Fonte: SCIENCE DAILY

About these ads
Esse post foi publicado em Notícias e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para Níveis de vitamina D maternos relacionados ao peso de nascimento de bebês

  1. Pingback: Insuficiência de vitamina D na gravidez associada a uma série de resultados adversos de saúde, de acordo com uma revisão sistemática e meta-análise | Vitamina D – Brasil

  2. Pingback: Mulheres obesas dão à luz a bebês com níveis mais baixos de vitamina D | Vitamina D – Brasil

  3. Pingback: Vitaminas pré-natais deixando crianças deficientes em vitamina D | Vitamina D – Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s