Estudo mostra que crianças com distúrbios mentais graves também têm menos vitamina D

Estudo mostra que as crianças com psicose e outros distúrbios de saúde mental graves, VitaminD1também têm duas vezes mais deficiência de vitamina D comparado com crianças mentalmente saudáveis.

O estudo, apresentado na reunião anual da Associação Americana de Psiquiatria 2011, por pesquisadores da Oregon Health and Science University em Portland demonstraram que 21 por cento das crianças com graves sintomas psiquiátricos tinham níveis de vitamina D abaixo dos níveis recomendados pela American Academy of Pediatrics. Os níveis foram comparados com 14 por cento das crianças que participaram no National Health and Examination Survey III, um estudo populacional que avalia o estado de nutrição e saúde em crianças e adultos nos EUA.

Isso é, mais de 50 por cento de crianças de uma população normal, assim com base nas nossas descobertas, isso significa que 1 em cada 5 crianças com distúrbios mentais graves tem níveis baixos de vitamina D, disse o dr. Keith Cheng ao jornal Medscap Medical News. “A prevalência de deficiência de vitamina D (43 por cento) foi mais comum em crianças com distúrbios psicóticos em comparação com outros distúrbios mentais.” – Primeiro estudo do Mini Zhang, MA.

Alguns pesquisadores também disseram que níveis baixos de vitamina D podem leva ao autismo em crianças, diz o relatório. Além de combater problemas mentais, a vitamina D também é útil na prevenção de uma série de outros problemas médicos, incluindo a osteoporose, câncer de mama, câncer de próstata, depressão , e pode mesmo afetar a diabétes e a depressão.
Uma das razões pela qual tantas destas doenças e problemas de saúde são tão prevalentes pode ter a ver com o fato de existir um fenômeno de deficiência de vitamina D em todo o mundo, não só nos EUA.

Os resultados de um outro estudo recente, este publicado em Março de 2010 no Jornal of Clinical Endocrinology and Metabolism, revelou que 59 por cento da população mundial não tem quantidades clinicamente adquadas de vitamina D no organismo. Em vinte por cento foram encontrados níveis realmente baixos.

Os dados também demonstraram que níveis baixos de vitamina D podem, também, levar a deficiências do sistema imunológico. De acordo com pesquisadores da Universidade de Copenhaga, as células T do sistema imunitário tendem a permanecer dormentes, significando que oferecem pouca ou nenhuma proteção conta microorganismos invasores.

Dr. Soram Khalsa, escrevou no The Huffington Post, disse que durante os três anos de prática médica, ele percebeu que o aumento dos níveis de vitamina D nas suas pacientes fez o que muitos fármacos de prescrição foram incapazes de fazer.

“Eu tenho trabalhado com centenas de ervas, vitaminas e suplementos alimentares para ajudar os meus pacientes, muitas vezes onde os medicamentos não deram resultados. E em todo este tempo, não vi nenhum suplemento com o poder de afetar a saúde humana quanto a vitamina D. Isto porque a vitamina D não é uma vitamina, é sim um hormônio que tem a capacidade de interagir e afetar mais de 2000 genes do corpo. É por esta razão que a a deficiência de Vitamina D tem sido associada com muitas das doenças da sociedade moderna. A deficiência de vitamina D está associada a 17 tipos de câncer, doenças cardíacas, hipertensão, diabetes, doenças auto-imunes, dor crônica, osteoporose, asma e mais recentemente com o autismo.”

Medicamento maravilhoso? Não, porque não é uma medicamento. É um suplemento que pode, sozinho, melhorar a sua saúde geral.

Fonte NaturalNews.com

Anúncios

3 comentários sobre “Estudo mostra que crianças com distúrbios mentais graves também têm menos vitamina D

  1. Pingback: Pesquisa: Níveis baixos de vitamina D encontrados em pessoas cronicamente deprimidas | Vitamina D – Brasil

  2. Pingback: Estudo da China encontra correlação entre status de vitamina D e a severidade do autismo | Vitamina D – Brasil

  3. Eu sofro de depressão e dor crônica ,tenho baixo nível de vitamina D, faço reposição,mas em dose muito baixa. Faz muito tempo que relaciono a falta de sol,com meus problemas de saúde.Lendo as reportagens,tenho certeza da relação vitamina D-depressão-dor crônica,pois isso só veio acontecer depois que mudei para esta cidade de Curitiba,pouco ensolarada e muito gelada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s