Novo estudo animal descobre como a vitamina D pode funcionar na esclerose múltipla

Pesquisadores da Johns Hopkins Medicine descobriram que a vitamina D impede as lab-researchers-e1386721905316-620x418células imunológicas prejudiciais de chegarem ao sistema nervoso central, possivelmente explicando como a vitamina D poderia ser benéfica na esclerose múltipla.

Pesquisas têm demonstrado uma associação entre a vitamina D e esclerose múltipla (EM) já há algum tempo. Os cientistas originalmente viram a conexão quando notaram um aumento da prevalência da EM mais longe do equador. Nós temos um blog visual cobrindo este tópico. Mais recentemente, tem havido algumas pesquisas clínicas mostrando que a  vitamina D pode ajudar a prevenir ou a tratar alguns aspectos da EM.

No presente estudo, os pesquisadores queriam dar uma olhada mais de perto nos  possíveis mecanismos de como a vitamina D poderia funcionar na EM. Então, eles deram a roedores com uma forma animal de EM altas doses de vitamina D.

Pessoas e animais com esclerose múltipla têm células T que deficientemente afetam o sistema nervoso central. Neste estudo, após os pesquisadores darem aos roedores quantidades elevadas de vitamina D, eles ainda notaram grandes quantidades de células T no sangue. No entanto, curiosamente, estas células T não estavam acessando o sistema nervoso central em grande número como elas geralmente o fazem na EM. Os pesquisadores observaram que os roedores na vitamina D tiveram menos células T em seus cérebros ou medula espinhal.

“A vitamina D pode retardar um processo de produção de uma substância pegajosa que permite que as células T se agarrarem às paredes dos vasos sanguíneos, o que permite que as células T permaneçam na circulação e as impeçam de migrarem para o cérebro”, disse a líder do estudo Dra. Anne Gocke.

Além disso, os pesquisadores constataram que, após a retirada da vitamina D, a chance de uma recaída da EM aumentou nos roedores.

“A coisa mais importante é que a forma como a vitamina D funciona nas células T nos camundongos é a mesma maneira de como ela funciona nas pessoas,” afirmou a Dra. Gocke.

Referências

Tradução Vitamina D – Brasil

Fonte Vitamin D Council

Leia também:

Anúncios

2 comentários sobre “Novo estudo animal descobre como a vitamina D pode funcionar na esclerose múltipla

  1. Pingback: Níveis de vitamina D associados com a atividade e a progressão da esclerose múltipla | Vitamina D – Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s