Deficiência de vitamina D pode levar ao endurecimento dos vasos sanguíneos

A radiação UV-B na luz solar é o fator mais importante para a produção de vitamina D e é Cardiovascularpor isso que muitas pessoas sofrem de baixos níveis de vitamina D durante os meses de inverno. Embora certos alimentos contenham vitamina D, geralmente não é possível obter um fornecimento adequado da vitamina dos alimentos. Muitos estudos clínicos indicaram que os níveis baixos de vitamina D estão relacionados com doenças cardiovasculares, tais como pressão arterial elevada, mas também outras doenças, como diabetes mellitus, doenças auto-imunes e até mesmo o câncer. No entanto, os mecanismos moleculares subjacentes não estavam claros.

A deficiência de vitamina D leva ao endurecimento dos vasos sanguíneos

Os dois autores principais, a bióloga molecular Olena Andrukhova e a médica Svetlana Slavic, do Instituto de Fisiologia, Fisiopatologia e Biofísica da Vetmeduni Viena, constataram que a deficiência prolongada de vitamina D pode endurecer os vasos sanguíneos. Examinando a aorta, um vaso sanguíneo elástico que se expande a cada pulso de sangue e, em seguida, se contrai novamente, os pesquisadores mostraram que a deficiência de vitamina D torna o vaso menos flexível. Andrukhova explica em detalhes: “A vitamina D aumenta a produção da enzima eNOS (endothelial nitric oxide synthase) na camada interior dos vasos sanguíneos, o endotélio. Isto é crítico para a regulação da pressão sanguínea. A enzima produz uma molécula de óxido nítrico chamada (NO), um fator importante para o relaxamento da musculatura lisa dos vasos sanguíneos. Quando muito pouco NO é formado, os vasos se tornam menos flexíveis. Esta última análise, leva a um aumento da pressão arterial, que pode dar origem a outras doenças do aparelho circulatório. Então, indiretamente, vitamina D controla a pressão arterial.”

A coautora Slavic continua: “A rigidez dos vasos sanguíneos, geralmente aumenta com a idade. A amplitude da pressão arterial tende, assim, a aumentar com a idade levando a mudanças estruturais na aorta. A elasticidade se deteriora e a deficiência prolongada de vitamina D pode acelerar este processo…”

Simulação da deficiência de vitamina D em ratos

Os cientistas trabalharam com ratos geneticamente modificados para explorar os detalhes do mecanismo. Os receptores de vitaminas D nos animais foram alteradas de modo a que nenhuma sinalização de vitamina D era possível. A vitamina D também regula o equilíbrio de cálcio e fosfato do corpo, de modo que aos roedores foram dados uma dieta especial para assegurar que eles tinham cálcio e de fósforo suficiente. A falta de vitamina D foi, portanto, a única deficiência que poderia ter afetado a fisiologia dos animais.

Após cerca de um ano, sem sinalização da vitamina D, os ratos tiveram um aumento da amplitude da pressão arterial. Os pesquisares realizaram uma série de estudos sobre vários tecidos dos animais. Para entender o que estava por trás do aumento da amplitude da pressão arterial, eles se concentraram principalmente na aorta e encontraram uma diminuição da expressão de eNOS, um aumento da deposição de colágeno e diminuição das fibras elásticas. Ao longo do tempo, os vasos sanguíneos haviam se tornado mais rígidos e menos capazes de se adaptar de forma flexível para o volume de fluxo sanguíneo através deles. A consequência foi o aumento da amplitude da pressão arterial e alterações na estrutura e na função cardíaca. Em estudos futuros, os pesquisadores querem examinar se a vitamina D afeta diferentes tipos de células nos vasos sanguíneos de diferentes maneiras.

Abastecimento de luz para o coração e circulação

Na Europa, tem sido frequentemente considerado o enriquecimento de certos alimentos com vitamina D, como é habitual nos Estados Unidos, por exemplo. No entanto, uma fonte externa de vitamina D também traz riscos uma vez que qualquer excesso de vitamina D não pode ser excretado pelo organismo. Quando utilizado em doses muito altas podem levar a depósitos de cálcio nos vasos sanguíneos, nos rins, nos pulmões e no coração. No entanto, a falta de vitamina D também pode ter consequências dramáticas. O professor Reinhold Erben do conselho do Instituto afirma: “Não é que a deficiência de vitamina D irá levar imediatamente a um aumento na amplitude da pressão arterial ou da pressão arterial, mas a longo prazo pode levar a danos cardiovasculares. A vitamina D é a tradução química do sol em nossos corpos e devemos estocar em uma base regular, especialmente no inverno. Nós temos que nos lembrar que, na Europa Central, a síntese de vitamina D na pele é fisicamente impossível de novembro a fevereiro ao nível do mar. Níveis de radiação UV-B são simplesmente muito baixos. As alternativas são os suplementos de vitamina D ou uma estadia nas montanhas.”

Referências

Vitamin D Is a Regulator of Endothelial Nitric Oxide Synthase and Arterial Stiffness in Mice. Jan 2013.

Tradução Vitamina D – Brasil

Fonte: NewsMedical.net

** Se você gostou deste post, por favor considere “curtir” a página Vitamina D – Brasil no Facebook. Participe também do nosso grupo no Facebook.

Leia também:

4 comentários sobre “Deficiência de vitamina D pode levar ao endurecimento dos vasos sanguíneos

  1. Recebo todos os artigos e alerto aos que me são próximas, entretanto apesar de falar-se muito da importância da vitamina D, não li nenhum artigo que esclareça se ao se expor ao sol a pessoa consegue índice ideal desse hormônio. Não aborda também o tempo de exposição e a forma. Já ouvi dizer por um médico que não se pode tomar banho durante 48 horas com sabonetes, pois o hormônio estaria sob a pele e ao passar sabonete seria removido. Gostaria de saber se essa informação procede. Acho muito importante um post sobre isso, pois apesar de residirmos em um País tropical, a maioria dos brasileiros estão abaixo do índice recomendado,mesmo se expondo constantemente ao sol.

  2. Pingback: Atletas deficientes em vitamina D tem corações menores? | Vitamina D – Brasil

  3. Pingback: Vitamina D pode diminuir o colesterol em mulheres | Vitamina D – Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s