Níveis de vitamina D associados com a atividade e a progressão da esclerose múltipla

Níveis de vitamina D parecem estar associados com a atividade da doença em Brain-Puzzle-e1380223543738-620x375pacientes com esclerose múltipla (EM) e uma taxa mais lenta da progressão da doença, de acordo com um estudo realizado por Alberto Ascherio, MD, Dr.PH, da Harvard School of Public Health, Boston, e colegas.

A EM é uma causa comum de incapacidade neurológica e o status da vitamina D pode estar relacionado com o processo da doença, de acordo com a plano de fundo do estudo.

Os pesquisadores examinaram se a concentração sanguínea de 25-hidroxivitamina D (25[OH]D), um marcador do status da vitamina D, foi associada com a atividade e a progressão da doença EM em pacientes com um primeiro episódio sugestivo de EM.

Os níveis sanguíneos de 25[OH]D foram medidos como parte de um ensaio clínico randomizado originalmente concebido para estudar pacientes que receberam tratamento de interferon beta-1b. Um total de 465 pacientes (dos 468 inscritos) tiveram ao menos uma medição de 25[OH]D. Os pacientes foram acompanhados por até cinco anos, com ressonância magnética.

Aumentos de 20 ng/mL nos níveis sanguíneos médios de 25[OH]D dentro dos primeiros 12 meses parecem estar associados com um risco 57 por cento menor de novas lesões cerebrais ativas, 57 por cento menor risco de recaídas, 25 por cento menor crescimento anual do volume das lesões T2 e 0,41 por cento menor perda anual no volume cerebral dos 12 aos 60 meses.

“Entre os pacientes com EM tratados principalmente com interferon beta-1b, os baixos níveis de 25[OH]D no início do curso da doença é um forte fator de risco para a atividade e progressão da EM no longo prazo”, conclui o estudo.

Referências

“Vitamin D as an Early Predictor of Multiple Sclerosis Activity and Progression”. Jan 2014

Tradução Vitamina D – Brasil

Fonte EurekAlert

Leia também:

Anúncios

2 comentários sobre “Níveis de vitamina D associados com a atividade e a progressão da esclerose múltipla

  1. Pingback: A vitamina D e a memória de longo prazo na esclerose múltipla | Vitamina D – Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s