Atletas deficientes em vitamina D tem corações menores?

Em um novo estudo do Qatar, pesquisadores descobriram que os atletas com deficiência heart-gears-e1389829995650-620x416grave de vitamina D podem ter corações menores em comparação com atletas suficientes em vitamina D.

A saúde cardiovascular é muito importante para os atletas. O exercício intenso depende de se possuir um coração saudável e, ao mesmo tempo, leva a alterações no mesmo.

Pesquisas anteriores já encontraram associações entre a vitamina D e a saúde do coração, incluindo associações entre vitamina D e hipertensão, aterosclerose e a insuficiência cardíaca congestiva. No entanto, nenhuma pesquisa até à data tem olhado para o papel que vitamina D pode desempenhar no tamanho do coração.

Portanto, os pesquisadores no estudo avaliaram dados de um grupo de atletas de nível nacional que se exercitaram por 6 ou mais horas por semana e os compararam com indivíduos registrados na federação desportiva do Qatar que se exercitaram 2 ou menos horas por semana. No total, 506 atletas de nível nacional e 244 controles participaram do estudo.

Todos eles foram submetidos a uma avaliação médica pré-competitiva, uma triagem cardiovascular e uma avaliação da vitamina D. A avaliação da vitamina D incluiu um exame de vitamina D, bem como o preenchimento de um questionário perguntando sobre coisas como a exposição ao sol, etnia, tipo de pele e o uso de protetor solar.

Os pesquisadores então dividiram os grupos baseados em níveis de vitamina D em severamente deficientes (menos de 10 ng/ml), deficientes (10 a 20 ng/ml), insuficientes (20 a 30 ng/ml) e suficientes (superior a 30 ng/ml).

No geral, os pesquisadores descobriram que os atletas severamente deficientes mostraram uma estrutura cardíaca significativamente menor em todos, menos um dos marcadores em relação aos atletas insuficientes e suficientes. Além disso, após os ajustes finais para a idade, superfície corporal e etnia, eles encontraram uma relação positiva entre os níveis de vitamina D e cinco dos marcadores da estrutura cardíaca. Em outras palavras, quanto maiores fossem os níveis de vitamina D, mais saudáveis eram estes marcadores.

Os pesquisadores observaram algumas limitações. Em primeiro lugar, eles não incluíram dados sobre a aptidão cardiorrespiratória, o volume de treinamento e a intensidade do exercício. Além disso, eles só coletaram dados sobre os atletas que competiram em nível nacional e treinados por mais de 6 horas por semana, ou seja, os seus resultados não podem ser generalizados para outras populações.

Os pesquisadores solicitam por futuros estudos clínicos randomizados que observem os efeitos da suplementação de vitamina D sob o tamanho cardíaco em atletas severamente deficientes e deficientes.

Referências

Allison, R. et al. Severely vitamin D-deficient athletes present smaller hearts than sufficient athletes. European Journal of Preventive Cardiology, 2014.

Tradução Vitamina D – Brasil

Fonte Vitamin D Council

** Se você gostou deste post, por favor considere “curtir” a página Vitamina D – Brasil no Facebook.

Leia também:

Anúncios

Um comentário sobre “Atletas deficientes em vitamina D tem corações menores?

  1. Pingback: Vitamina D pode diminuir o colesterol em mulheres | Vitamina D – Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s