Novo estudo: a dose diária recomendada de vitamina D é muito baixa

 A vitamina D é essencial para a saúde óssea e, provavelmente, para a saúde da maior parte dos tecidos não esqueléticos. A vitamin-d-s9-man-holding-bottledeficiência de vitamina D é comum e as doses recomendadas são geralmente insuficientes para manter níveis saudáveis. Pesquisadores da Escola de Medicina, da Universidade de Missouri-Kansas City, conduziram um estudo retrospectivo observacional para determinar se as doses recomendadas de vitamina D são adequadas para corrigir a deficiência e manter os níveis normais na população.

Para a realização do estudo, eles revisaram a resposta à suplementação de vitamina D em 1.327 pacientes e 3.885 episódios de reposição, tentando discernir os fatores que afetam a resposta à suplementação. Como resultado eles puderam constatar que para a população em geral, a dose diária média que resultou em um aumento nos níveis séricos de vitamina D foi de 4.707 UI/dia. Os valores correspondentes para pacientes ambulatoriais e de casas de repouso foram de 4.229 e 6.103 UI/dia, respectivamente.

Os fatores importantes que afetam a alteração nas concentraçõesséricas de vitamina D, além da dose administrada, foram:

  • concentração sérica inicial;
  • índice de massa corporal (IMC);
  • idade;
  • concentração sérica de albumina.

Assim, os pesquisadores também foram capazes de desenvolver uma equação que prevê a dose necessária para afetar uma dada alteração nas concentrações séricas. A equação foi a seguinte:

Dose = [(8,52 – alteração desejada nos níveis séricos) + (0,074 × Idade) – (0,20 x IMC) + (1,74 x concentração de albumina) – (0,62 x concentração sérica inicial)] / (-0,002).

A análise das respostas de doses entre diferentes grupos raciais não revelou diferenças significativas. A principal limitação do estudo foi a sua natureza retrospectiva observacional. No entanto, as circunstâncias usuais observadas em ambiente de cuidados de saúde também puderam ser avaliadas.

Os autores concluíram:

“A dose diária recomendada de vitamina D é manifestamente insuficiente para corrigir baixas concentrações séricas de 25-hidroxivitamina D em muitos pacientes adultos. Cerca de 5.000 UI de vitamina D3/dia é normalmente necessário para corrigir a deficiência, e a dose de manutenção deve ser ≥ 2.000 UI/dia. A dose necessária pode ser calculada a partir das equações de predição específicas para pacientes ambulatoriais e de casas de repouso.”

Fonte

A Predictive Equation to Guide Vitamin D Replacement Dose in Patients. Jul 2014.

Anúncios

7 comentários sobre “Novo estudo: a dose diária recomendada de vitamina D é muito baixa

  1. O médico me receitou tomar vitamina D3 60 mil UI, estou achando a dosagem alta, mas quem sou eu para questionar o médico essa dosagem não é prejudicial, obrigado!!!

  2. Não sou medica, mais a minha taxa de vitamina estava em 28, o medico passo adera 50.000,00 uma vez por semana , durante 3 meses, fiz novo exame subiu para 60, continuo usando o adera ate chegar a 100 se passar de 100 não tem problema, O Comprimido é bem melhor que em gotas.mais prático, não tem erro. Boa sorte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s