Níveis de vitamina D e o risco de doenças cardiovasculares: uma avaliação à luz dos critérios de Hill

As doenças cardiovasculares são a principal causa de mortalidade em todo o mundo. Recentemente a deficiência de vitamina D criteriatem sido identificada como um potencial fator de risco, com muitas evidências sugerindo uma associação entre baixos níveis de vitamina D e as doenças cardiovasculares, e seus possíveis mecanismos de ação.

Embora muitos estudos suportem o potencial papel da vitamina D, estudos randomizados controlados ainda são necessários para confirmar esta associação. No entanto, uma outra maneira apropriada para examinar a causalidade em relação à vitamina D é a aplicação dos critérios de Hill para causalidade em um sistema biológico. E é isso que pesquisadores da Universidade da Califórnia se propuseram a fazer.

Os critérios de Hill foram propostos pelo epidemiologista e estatístico britânico Sir Austin Bradford Hill e buscam caracterizar como causal uma associação entre uma exposição e uma doença ou condição de saúde. Ao todo, são nove critérios, onde quanto maior número atendido, maiores as possibilidades da associação ser efetivamente de “causa e efeito”. Nem todos os critérios precisam ser satisfeitos, mas quanto mais o são, mais forte será a associação.

No novo estudo, publicado na revista Nutrients, os pesquisadores procuraram na literatura por evidências de uma associação causal entre os baixos níveis de vitamina D e o aumento do risco de doenças cardiovasculares, à luz de critérios de Hill.

Resumidamente são eles:

  • Relação temporal: A causa deve preceder a doença;
  • Força: A força da associação é medida por ensaios estatísticos apropriados. Quanto mais forte, mais provável que seja causal;
  • Relação dose-resposta: Uma crescente exposição aumenta o risco. Se uma relação dose-resposta está presente, é uma forte evidência de uma relação causal.
  • Consistência: Uma associação é consistente quando os resultados forem replicados em estudos em diferentes configurações usando métodos diferentes. Ou seja, se a relação é causal, seria de esperar para encontrá-lo de forma consistente em diferentes estudos e entre diferentes populações.
  • Plausibilidade: A associação deve ter uma explicação plausível, concordante com o entendimento biológico aceito atualmente;
  • Consideração de explicações alternativas: Para avaliar se a associação é causal, é necessário determinar até que ponto os pesquisadores levaram em conta outras possíveis explicações e efetivamente as descartaram.
  • Experiência:  A condição pode ser alterada (prevenida ou melhorada) por um esquema experimental adequado.
  • Especificidade: a exposição específica leva a doença;
  • Coerência: A associação deve ser compatível com a teoria e o conhecimento atual existente.

Os autores concluíram dizendo:

“Todos os critérios de Hill relevantes para uma associação causal em um sistema biológico foram satisfeitos, para indicar os baixos níveis de 25(OH)D como um fator de risco para as doenças cardiovasculares.”

Fonte

** Se você gostou deste post, por favor considere “curtir” a página Vitamina D – Brasil no Facebook.

Leia também:

Anúncios

3 comentários sobre “Níveis de vitamina D e o risco de doenças cardiovasculares: uma avaliação à luz dos critérios de Hill

  1. Senhores. Boa tarde. Muito grata pelo interessantíssimo artigo. Realmente poucas pessoas conhecem a grande importância da Vitamina D. Atenciosamente, Teresa Lavínia Viana de Paula.

  2. ouvi de um renomado médico na internete que tomar sol não causa cancer de pele e que o melhor orario pra tomar sol é de 11 as 13 e que o que na verdade causa o cancer de pele é o tipo de alimentação que consumimos.então gostaria de saber como devo me alimentar para poder tomar sol e obter a vitamina D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s