A exposição solar de forma sensata tem inúmeros benefícios de saúde para o corpo

Apesar de anos de má publicidade sobre os efeitos nocivos do sol, com seus raios Couple-Happy-Sunlightultravioletas poderosos, como UVAs e UVBs, os pesquisadores agora, ao contrário, estão apontando seus muitos benefícios. Tanto para benefícios mentais quanto físicos a exposição ao sol é necessária para uma boa saúde. Mesmo os benefícios oferecidos por substitutos, tais como suplementos de vitamina D, não são tão bem processados pelo corpo como a exposição natural ao sol.

Os muitos benefícios da exposição ao sol

Em uma edição recente da Dermato-Endocrinology, pesquisadores descobriram que os benefícios da exposição ao sol vão muito além da produção de vitamina D. É claro que esta vitamina é importante para o corpo, mas existem inúmeros benefícios para o corpo que fazem a exposição sensata ao sol uma obrigação para uma boa saúde. Aliviar a dor de doenças crônicas, como a fibromialgia e o diabetes. Proteger contra a contração de melanoma e diminuir a taxa de mortalidade. A partir dele, tratar doenças de pele como psoríase, esclerodermia, vitiligo e outras. A função da barreira de pele é aprimorada. Tratar o transtorno afetivo sazonal (TAS), a icterícia em bebês e melhorar muito o humor e a energia através da liberação de endorfinas.

A vitamina D3 explicada

Ao contrário da visão que vem à mente quando a palavra vitamina é ouvida, a exposição ao sol não resulta em uma vitamina que está sendo produzida instantaneamente pelo corpo humano. Em vez disso, o corpo produz um hormônio que é um esteroide solúvel em óleo. Esta é uma forma natural de esteroide quando a pele é exposta ao sol, pois converte seus raios para um derivado do colesterol. O corpo então o converte em vitamina D . O processo não é instantâneo, porém, uma vez que pode levar até 48 horas para que o corpo convertê-lo à vitamina D, antes que os níveis desse nutriente estejam evidentes na corrente sanguínea.

O mito do protetor solar

Todos os especialistas em saúde concordam que é imprescindível para a prevenção contra queimaduras solares. Uma das formas mais populares de se fazer isso é aplicar grandes quantidades de protetor solar contendo ingredientes que são projetados para bloquear os raios do sol, por um determinado período de tempo, e em determinadas circunstâncias. Muitos dos ingredientes desses protetores solares, no entanto, são produzidos com substâncias químicas nocivas que são cancerígenas. Por esses produtos químicos estarem sendo aplicados diretamente sobre a pele, que então os absorve rapidamente, os riscos de se desenvolver câncer de pele, como o melanoma, aumentam drasticamente. Escolher um protetor solar que proteja contra os raios UVA e UVB, bem como aquele que não esteja acima de um FPS de 50, pode ajudar as pessoas a desfrutarem dos saudáveis benefícios do sol sem aumentarem seus riscos de superexposição. Além disso, escolher cuidadosamente o filtro solar, irá reduzir os riscos de melanoma.

Referências

Tradução Vitamina D – Brasil

Fonte NaturalNews.com

** Se você gostou deste post, por favor considere “curtir” a página Vitamina D – Brasil no Facebook.

Leia também:

Anúncios